_promoção

_iniciativa


_um evento

 

 


A arte nas suas mais diversas vertentes tem um papel essencial no Alto Alentejo. Por vezes mais erudita, outras vezes mais popular, assume-se sempre como herança de povos passados, de saberes ancestrais, de aprendizagens únicas.

Um Festival de Artes e Caminhadas tem proporcionar experiências únicas e essas conseguem-se aprendendo com quem sabe. Com os artesãos, com os guardiões da arte e do tempo. Com as gentes da terra. E acima tudo, também, consigo.

Venha aprender a fazer, a saber, a perpetuar.

Como participar
Estes workshops não têm inscrição prévia. Basta aparecer nos locais indicados durante o período agendado.
Participação GRATUITA.

Workshop Artístico "Artes das Bilhas Empedradas"
, no Hotel Monte Filipe.
Sábado 17 Novembro 2018 – 16:00h 19:00h

É altura de meter as mãos na massa, ou melhor no barro, para produzir a sua própria bilha. A cerâmica regional feita de barro, onde são raínhas as bilhas de transporte de água tem as suas origens em tempos pré-históricos desde que o homem começou a moldar a terra e a utilizar esses artefactos para sue uso diário.

No entanto, há em toda esta produção uma característica decorativa única, que é a colocação de forma harmoniosa e decorativa de pequenos grãos de pedra branca que tornam estas bilhas em objectos de uma beleza indescritível com uma personalidade única.



Workshop Artístico "Artes do Sabão", no Museu do Sabão de Belver
Domingo 18 Novembro 2018 – 16:00h 18:00h

Aproveitando a abundância das matérias-primas necessárias para a produção do sabão, a zona do Alto Alentejo teve desde a segunda metade do século XVI, decisiva importância na indústria saboeira nacional. A produção de sabão assumiu inegável importância económica e social na vila de Belver. Nesta localidade foi instalada uma Real Fábrica de Sabão, que funcionou em regime de monopólio régio, da qual ainda hoje se encontram vestígios. Uma concessão régia dinamizou economicamente a freguesia de Belver e alguns trabalhadores de saboarias reais, aproveitando os conhecimentos adquiridos e a disponibilidade das principais matérias primas, criaram as suas próprias indústrias artesanais quando este monopólio terminou em 1858. A produção de sabão nestes moldes durou até à primeira metade do século XX, sendo durante várias décadas um elemento estruturante na economia da região de Belver.

A recuperação e transformação da antiga escola primária de Belver no Museu do Sabão é uma homenagem à memória colectiva dos saboeiros de Belver. Agora meta as mãos no sabão e boa espuma.


Workshop Artístico "Artes de Bordados e Aplicados", no Hotel Monte Filipe.
Sábado 24 Novembro 2018 – 16:00h 19:00h

" De tradição muito antiga, sendo embora a sua origem impossível de datar com rigor, os bordados de Nisa chegam até nós devido a um arreigado tradicionalismo das gentes locais, com principal ênfase no respeito pelos costumes do casamento: a cama da noiva, a que se dava o nome de cama grave, era normalmente adornada com colchas, cobertores, lençóis e toalhas, a maior parte das vezes produzidas pela própria, e que faziam o seu orgulho, as delícias dos visitantes, e a inveja ingénua das moças casadoiras. " Museu do Barro e do Bordado.

É impossível não gostar. Venha ver o trabalho ao vivo e arrisque pegar na linha, na tesouro, nos tecidos e na agulha.


| Alpalhão Art and Walking Festival - Festival de Arte e Caminhadas de Alpalhão |
| Um Evento PORTUGAL WALKING FESTIVAL |
| alentejo@portugalwalkingfestival.com | Telf +351.265.227.685
|


Portugal Walking Festival ® é uma marca registada de
Sistemas de Ar Livre Lda